Ensino Médio

A Escola Lumiar Poços de Caldas também oferece uma proposta educacional diferenciada do Ensino Médio para os adolescentes que estão na faixa dos 15 aos 17 anos. Esta, que é a etapa final da Educação Básica, com duração de três anos, é ofertada cumprindo o mínimo de 200 dias letivos e 1000 horas anuais, de acordo com a legislação vigente.

Em nossa escola, os estudantes são agrupados em ciclos multietários de acordo com a idade, e cada ciclo possui expectativas de aprendizagem bem determinadas:

Ensino Médio 1

  • Adolescentes de 15 e 16 anos;
  • Corresponde aos 1º e 2º anos;
  • Consolidação da autonomia estudantil.

Ensino Médio 2

  • Adolescentes de 17 anos;
  • Corresponde ao 3º ano;
  • Conclusão da educação básica.

No ciclo EM1 são estimuladas atitudes que visam a consolidação da autonomia estudantil por meio de uma ampla participação na tomada de decisões acerca da organização da rotina, levando em conta preferências individuais e coletivas e estimulando diferentes arranjos e experimentações. Estimula-se, também, o autoconhecimento e o desenvolvimento cada vez maior das capacidades de cada estudante, de modo que se sintam instigados a aprofundar habilidades e saberes, buscar novas fontes de informação, explorar diferentes áreas de atuação e experimentar diversas possibilidades por meio de estágios, investigações e intervenções no meio.

Já o ciclo EM2 é caracterizado pela intensificação de projetos e itinerários que visam a conclusão da educação básica, bem como insiste na consolidação do que vem sendo trabalhado e estimulado no EM1. Ao longo do ano, o estudante precisará concluir um significativo processo de decisão a respeito da próxima fase que se iniciará em sua vida, após o término da educação básica.

ENEM, vestibulares e Projeto de Vida

O ENEM e os vestibulares, para aqueles que optarem por seguir este caminho, são pontos importantes a serem levados em conta e, para isso, além de práticas específicas para a resolução desse tipo de prova, é necessário que o estudante seja estimulado a buscar referências e cursos existentes nas áreas de sua preferência para realizar uma escolha alinhada com suas expectativas e anseios.

Outras opções de percurso também serão valorizadas e o tutor deverá apoiar o estudante na busca de informações importantes para que possa dar continuidade ao seu Projeto de Vida, que está relacionado com a capacidade de estudantes refletirem sobre desejos e objetivos não apenas para o futuro, mas também para o agora, incluindo planejar o que farão a cada ano, aprender a se organizar, estabelecer metas e definir estratégias para atingi-las.

Currículo do Ensino Médio

No currículo do Ensino Médio, observadas as exigências estabelecidas na legislação vigente e no Modelo Lumiar, é considerado:

  1. A formação integral de estudantes, de maneira a adotar um trabalho voltado para a construção de seu Projeto de Vida e para sua formação nos aspectos físico, cognitivo e socioemocional;
  2. O desenvolvimento de competências, habilidades, atitudes e conhecimentos que permitam prosseguimento de estudos no Ensino Superior e/ou acesso ao mundo do trabalho com capacidade de resolução e enfrentamento de situações problema;
  3. A articulação dos conteúdos, das metodologias e as formas de avaliação processual e formativa, registradas por meio de atividades teóricas e práticas, provas orais e escritas, seminários, produtos finais de projetos, debates, produção de evidências etc. de tal forma que, ao final do Ensino Médio, estudantes estejam aptos a articular os conhecimentos adquiridos e habilidades desenvolvidas com seu Projeto de Vida.

A matriz curricular da Formação Básica articula as áreas e competências relacionadas a seguir, em consonância com as diretrizes gerais da BNCC:

  • Linguagens e suas Tecnologias: o foco desta área está na ampliação da autonomia, do protagonismo e da autoria nas práticas de diferentes linguagens; na identificação e na crítica aos diferentes usos das linguagens, explicitando seu poder no estabelecimento de relações; na apreciação e na participação em diversas manifestações artísticas e culturais e no uso criativo das diversas mídias. Os componentes que fazem parte dessa área são Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física.

  • Matemática e suas Tecnologias: nesta área, os estudantes têm como objetivo utilizar conceitos, procedimentos e estratégias não apenas para resolver problemas, mas também para formulá-los, descrever dados, selecionar modelos matemáticos e desenvolver o pensamento computacional, por meio da utilização de diferentes recursos.

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: esta área, que abrange os componentes Biologia, Física e Química, propõe que os estudantes construam e utilizem conhecimentos específicos para argumentar, propor soluções e enfrentar desafios locais e/ou globais, relativos às condições de vida e ao ambiente.

  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas: esta área contempla os componentes História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Ela amplia essa base conceitual, mantendo referência às principais categorias da área, e concentra-se na análise e na avaliação das relações sociais, dos modelos econômicos, dos processos políticos e das diversas culturas.

Modalidades Educativas

Para suportar o desenvolvimento das habilidades e competências dos estudantes, como também o aprendizado dos conteúdos, nossa escola utiliza as seguintes modalidades educativas:

Projetos

O trabalho com Projetos parte de uma situação investigativa, de um problema ou questão que os estudantes devam resolver com autonomia e apoio dos educadores. Desta maneira, pressupõe-se que, ao criar suas hipóteses e estratégias, os estudantes encontrem sentido para o que estudam e construam seu próprio conhecimento, ao mesmo tempo em que desenvolvam competências essenciais como o espírito crítico e de trabalho em equipe.

Oficinas

A Oficina é uma modalidade educativa do Modelo Lumiar que tem como fio condutor de seus encontros o desenvolvimento de uma competência (e respectivamente, um conjunto de habilidades) pertinente aos interesses e necessidades dos estudantes. Junto às outras modalidades, é capaz de promover uma aprendizagem significativa a todos que participam e se desenvolvem a partir da efetivação dessa prática.

Módulos

Os Módulos são focados no desenvolvimento de conteúdos pertinentes ao grupo. Diferentemente da Oficina, dedica-se um período de tempo para se debruçar sobre determinada temática. A pertinência pode ser dada pela necessidade de aprender algo fundamental para o desenvolvimento de habilidades e/ou aprendizagem de conteúdos que precisam de requisitos prévios, e pelo benefício de aprender conteúdos de maneira mais linear e sistemática.

Pesquisa Individual

A Pesquisa ou o Projeto Individual é uma modalidade educativa permanente no Ensino Fundamental. Sua peculiaridade é propiciar momentos individuais para que os estudantes produzam, construam e busquem conhecimento de maneira autônoma num processo individualizado e que não envolve uma construção coletiva – como acontece nos Módulo, Oficinas e nos Projetos. Assim, a criança pode desenvolver um projeto pessoal de acordo com o seu interesse individual.

Laboratórios

Laboratórios são atividades que envolvem observação, experimentação e produção em uma área de estudo e/ou o desenvolvimento de práticas de um determinado campo (línguas, jornalismo, comunicação e mídia, humanidades, ciências da natureza, matemática etc.)

Clubes

Os Clubes são agrupamentos de estudantes livremente associados que partilham de gostos e opiniões comuns (leitura, conservação ambiental, desportivo, cineclube, fã-clube, fandom etc.)

Observatórios

Observatórios são grupos de estudantes que se propõem, com base em uma problemática definida, a acompanhar, analisar e fiscalizar a evolução de fenômenos, o desenvolvimento de políticas públicas etc. (imprensa, juventude, democracia, saúde da comunidade, participação da comunidade nos processos decisórios, condições ambientais etc.)

Incubadoras

As Incubadoras estimulam e oferecem condições ideais para o desenvolvimento de determinado produto, técnica ou tecnologia (plataformas digitais, canais de comunicação, páginas eletrônicas/sites, projetos de intervenção, projetos culturais, protótipos etc.)

Núcleos de estudos

Os Núcleos de Estudos desenvolvem estudos e pesquisas, promovem fóruns de debates sobre um determinado tema de interesse e disseminam conhecimentos por meio de eventos – seminários, palestras, encontros, colóquios –, publicações, campanhas etc. (juventudes, diversidades, sexualidade, mulher, juventude e trabalho etc.)

Núcleos de criação artísticas

Os Núcleos de criação artísticas desenvolvem processos criativos e colaborativos, com base nos interesses de pesquisa dos jovens e na investigação das corporalidades, espacialidades, musicalidades, textualidades literárias e teatralidades presentes em suas vidas e nas manifestações culturais das suas comunidades.

Atividades Permanentes

Além das modalidades educativas, a rotina escolar ainda conta com atividades permanentes que ajudam a compor a régua de horários dos estudantes.

Roda

É a assembleia escolar na Metodologia Lumiar, e onde todos os agentes do cotidiano da escola têm lugar, voz e voto. Nela, discutem-se os informes acerca do dia a dia e as pautas que podem ser sugeridas e inscritas por todos que necessitarem ou assim desejarem.

Comissões

As comissões surgem para tratar, em outros momentos da rotina, da discussão e encaminhamentos de temas específicos levantados na Roda. “Comissão de Aniversários” e “Comissão de Manutenção” são exemplos de comissões.

Leitura de Mundo

A leitura de mundo tem como objetivo a interação dos estudantes com textos e demais produtos midiáticos. Nesta atividades os estudantes são estimulados a questionar essas informações para compreender o mundo a sua volta.

Ainda tem dúvidas?

Acesse a página de Perguntas e Respostas e saiba mais sobre como formamos cidadãos para o futuro em nossa escola!